VIVENDO PELA FÉ

29/10/2010 18:40

 Hebreus 11

 Vida como aventura de fé foi uma das grandes descobertas das pesquisas bíblicas e teológicas lideradas por Lutero na Reforma Protestante do século XVI. A mudança radical aconteceu em sua vida quando da leitura do livro de Romanos. Logo em seus primeiros versículos, ao se deparar com a expressão “... o justo viverá pela fé” (Rm 1.17), percebeu que o seu modo de agir e viver necessitava de uma completa transformação. Sua vida precisava de mudanças que expressassem o seu jeito de crer em um Deus que atuava em seu interior, baseado na fé e não nas obras humanas. Lutero compreendeu que somente aqueles que aprendem a viver pela fé registram seus nomes na história da salvação e passam a compor a galeria dos heróis da fé. A carta aos hebreus é dirigida aos cristãos forasteiros, aos cristãos espalhados pelo mundo de então, ameaçados pelo desânimo devido aos diversos perigos, mostrando-lhes um sinal de esperança. Na realidade, o autor de hebreus procura recuperar a beleza e autoridade do termo “fé”, que para Israel sempre teve o sentido de sustento e segurança.

 1) FÉ COMO ATO DE OBEDIÊNCIA - Os heróis da fé foram obedientes em todos os momentos da caminhada terrena. Quando chamados viveram momentos delicados, enfrentaram obstáculos, porém a obediência sempre foi marca maior em todos os comportamentos e atitudes. Abraão não desobedeceu, pelo contrário, saiu de sua terra sem discutir com Deus. Moisés foi fiel as orientações divinas. Josué não fugiu da sua missão, pelo contrário providenciou a possibilidade para que todos tomassem posse da terra. Os profetas exerceram a missão com autoridade e dedicação, mesmo que em certos momentos a sombra da morte pairasse sobre suas vidas. Se desejamos ser heróis da fé, precisamos obedecer. Sem obediência torna-se impossível a realização de qualquer projeto. O projeto divino realizado em     Cristo, só se tornou possível diante da total obediência de Jesus.

 2) FÉ COMO ATO CORAGEM - Os heróis da fé demonstraram extrema coragem. O autor de Hebreus nos conta que nossos antepassados passaram pelas mais diversas situações. Enfrentaram as dificuldades da natureza, os perigos constantes e a maior de todas as ameaças - o próprio ser humano. Quantas vezes não se apresentaram diante de tribunais carregando como crime o simples fato de demonstrarem amor ao próximo. Sofreram as mais diversas acusações, porém, continuaram firmes na fé, perseverantes nas promessas divinas. A coragem deve ser uma atitude cristã frente às ameaças da vida. Nossas ameaças estão representadas pelas lutas em busca de um trabalho; pelos relacionamentos rompidos,   pelas enfermidades que teimam em nos derrubar, pela falta de compaixão e espírito de paz em um mundo sem Deus. Vida como aventura de fé nos impulsiona à busca da coragem demonstrada por Cristo na cruz do Calvário.

 3) FÉ COMO ATO DE ESPERANÇA -  Os heróis da fé viveram em esperança. A carta aos hebreus nos relata que todos cumpriram fielmente a missão, porém, muitos morreram sem presenciar a realização da promessa. Trabalharam dedicadamente e partiram, deixando para os seus filhos e netos o resultado de uma vida de fé. Não ficaram preocupados com o visível baseado em um egoísmo religioso. Pelo contrário, trabalharam com alegria, convictos de que lançavam a semente da paz às próximas gerações. Para que sejamos heróis da fé necessitamos viver em esperança. Nossos olhos deverão olhar para o futuro, sabendo que Deus já o está preparando para nós. Talvez não iremos presenciar certas realizações, mas as gerações futuras usufruirão do nosso trabalho e seremos inspiração a todos os corações desanimados.

 Como falamos no início, fé tornou-se um termo muito maltratado em nossos dias. Tal questão se dá devido à grande confusão que se faz entre fé e crença. Crença passa pelo visível, palpável, aquilo que se vê e que se toca. Fé é algo interno, é o crer naquilo que nossos olhos ainda não presenciaram, é a expectativa do futuro de tal forma que somos completamente dependentes de Deus. Sem fé não existe verdadeiro cristão, pois a fé está empenhada na luta pela verdade e pela liberdade. Precisamos, com obediência e coragem, encarar o futuro em esperança, convictos de que sustento e segurança vêm do Deus Eterno. Deus nos convida, em Cristo, a fazermos parte da galeria dos heróis da fé.

 

Rev. Silas de Oliveira