REFORMA PROTESTANTE: A COMEÇAR EM MIM!

28/10/2013 08:32

“...o justo viverá pela fé” (Romanos 1.17b)

No próximo dia 31 comemoraremos 496 anos de Reforma Protestante (1517).  Estamos nos aproximando da marca de cinco séculos desde que a atitude de um monge chamado Martinho Lutero modificou o rumo da história. Sua profunda devoção espiritual e desejo de aprender das verdades bíblicas, proporcionaram a oportunidade de reflexão sobre a história da Igreja em pleno final da Idade Média.

Com o início da modernidade,  o homem passou a ser o centro das atenções devido ao avanço das ciências do mundo de outrora.  Pesquisas e novas ideias foram surgindo, bem como inúmeros questionamentos religiosos. A atitude de Lutero colaborou para desafiar toda uma estrutura religiosa milenar que teimava em impedir a capacidade humana de compreender e interpretar corretamente a Palavra de Deus.

Uma das maiores conquistas do movimento reformado refere-se exatamente à possibilidade de se ter novamente a Bíblia nas mãos, e assim, poder ler, interpretar e ensinar algo público que estava reduzido a um pequeno grupo pensante da época.  Na realidade, Lutero tomou uma decisão pessoal, ou seja, pensou que a começar dele mesmo, poderia melhor compreender as verdades divinas, através da fé. Não duvidou do poder milagroso de Deus em iluminar sua mente e abrir seu coração para as mudanças necessárias da vida.

A herança reformada nos ensina que nenhuma reforma existe sem contato verdadeiro com a Palavra de Deus. Por mais que o ser humano deseje mudanças, sem leitura bíblica e oração, nada será possível. Os reformadores foram homens que dedicaram suas vidas ao estudo da Palavra de Deus, sob a poderosa orientação do Espírito Santo.

A começar em mim - a começar em nós, somos inspirados pelo clima da reforma para a realização das mudanças tão necessárias às nossas vidas.  Quando mentes e corações são tocados pelo Espírito Santo, passamos a enxergar a vida com os olhos da fé. Deus nos convida a experimentar a beleza da vida cristã, buscando uma reforma diária diante do Criador.

 

Rev. Silas de Oliveira