POR UMA JORNADA FELIZ

03/08/2010 15:18

 Esdras 8.21-23

   Há alguns anos  a IPI do Brasil baseou-se para o desenvolvimento do seu trabalho na expressão “Por uma jornada feliz”. A beleza deste tema, baseado no texto acima, continua atual e desafiadora. Estamos comemorando mais um aniversário da nossa querida Igreja Presbiteriana Independente do Brasil. Não somos uma Igreja qualquer, baseada em fundamentos frágeis, pelo contrário, nossos fundamentos remontam à Reforma Protestante do Século XVI e estes à pessoa de Jesus Cristo. Ao comemorarmos mais um aniversário, retornarmos ao texto acima e descobrimos na experiência de Israel, belíssimas lições sobre como podemos realizar uma jornada feliz sob a constante proteção divina.

 Esdras faz parte de um grupo de líderes pertencente ao período pós-exílio. Podemos dizer que o tema central do livro é  reconstrução. Expressão como “A boa mão do nosso Deus é sobre todos os que o buscam...” (22) determinaram a confiança do seu servo e a condução do seu povo. Destacamos alguns desafios encontrados no texto bíblico que nos permitem enxergar a possibilidade de uma jornada feliz. Vejamos:

 1)      A Oração de todos por todos

 Esdras liderava uma grande multidão. A insegurança e o medo tão presentes em nosso viver também estavam presentes no coração do servo de Deus e de todo o povo. O desafio da oração estava diante de todos, pois deveriam jejuar e buscar a presença do Deus Eterno. Todos deveriam buscar em Deus a orientação para uma jornada longa e cheia de perigos, porém abençoada ( v.21 ). Não era uma oração qualquer, individualizada, voltada apenas para as necessidades pessoais. Deveriam orar uns pelos outros, buscando a orientação divina e o bem coletivo. Nenhuma jornada do povo de Deus será feliz sem o exercício da oração coletiva. Precisamos exercitar a prática da oração, orando uns pelos outros e participando da jornada de nossos irmãos e irmãos. Quando assim agimos, o povo de Deus vive a unidade que vem do Espírito e cresce no conhecimento da Palavra de Deus.

 2)      Confiar integralmente no Senhor

 Esdras contava com a simpatia do rei. Contudo, não se sentia à vontade para pedir mais favores a ele neste total processo de libertação do seu povo ( v.22 ). No planejamento de Esdras,  Deus cuidaria de todos eles, em toda e qualquer situação; em outras palavras, aqui estaria sendo demonstrado o real resultado da oração, como ato de confiança integral no Senhor. O texto nos conduz à idéia de que por uma jornada feliz é preciso confiar integralmente no Deus da jornada. Entrega e confiança caminham de mãos dadas ( Sl 37.5), pois demonstram a imagem de uma Igreja que vive em oração e que deposita toda a sua jornada nas mãos do Senhor.

 3)      Trabalhar com fidelidade à Lei do Senhor

 Como em  toda jornada os perigos e as dificuldades eram inevitáveis. Geograficamente, se fizessem a travessia em linha reta, com certeza a caminhada seria mais curta, porém, enfrentariam o deserto, além das perigosas  tempestades de areias. Confiantes no Companheiro de Jornada  subiram ao longo do Rio Eufrates e chegaram seguros em Jerusalém (v. 31). A fidelidade à lei do Senhor proporcionou-lhes uma jornada feliz. Por uma jornada feliz é preciso confiança e fidelidade à Palavra de Deus. Não podemos buscar atalhos ou desvios que são demonstrados pelos diversos ventos de doutrinas presentes em nosso mundo. Quando, em oração, nos mantemos fiéis à Palavra e confiantes nas promessas divinas, alcançamos as bênçãos do Eterno e percebemos a constante  presença da boa mão do Senhor a nos conduzir.

 Pense por alguns instantes no quanto a Igreja de Cristo tem sido bênção em sua vida. Somos uma Igreja de 107 anos, que traz no seu corpo as marcas do Senhor Jesus. Demonstre seu amor a Cristo, amando a sua Igreja e participando do seu crescimento. Ore, confie e seja fiel à Palavra de Deus!

 

 Rev. Silas de Oliveira