POR QUE TANTA VIOLÊNCIA?

13/11/2012 09:16

“Felizes os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus”

( Mateus 5.9)

 

Nos últimos dias temos presenciado uma violenta onda de ataques a policiais e seus familiares. Em toda a grande São Paulo  e também no interior, uma onda de medo e insegurança reina neste meio social.  É impressionante a frieza e fome de ódio e violência que paira sobre o nosso país e por que não dizer em todo o mundo.

Infelizmente a violência tem sua origem nos primórdios da humanidade, quando da morte de Abel, como vítima da inveja de seu irmão Caim. A partir daquele momento o mundo não foi mais o mesmo. Seus pais sentiram na própria carne a perda, não de um, mas de dois filhos de uma só vez.

Diante de um quadro tão triste, aonde inúmeras famílias choram seus mortos, cabe à Igreja uma palavra profética, tanto de clamor, quanto de indignação frente a tanta violência. Deus está triste – Deus está chorando, olhando para a situação do mundo tão belo e perfeito que construiu para a nossa habitação. Cristo,  ao olhar para a violência dos seus dias, não hesitou em convocar seus seguidores à proclamação da paz. Além disso,  contemplou a todos com a segurança de que quem  promove a paz é chamado de filho e filha de Deus.

Carecemos de pessoas que sejam promotoras da paz, fazendo parte de um grupo de cristãos inconformados com tanta violência. Não podemos assistir pacíficos, achando que apenas com oração vamos resolver o

problema do mundo. Deus nos chama a uma tomada de atitude, e isto começa pela mudança de pensamento e sentimento. Com tristeza, precisamos concluir que muitas vezes só mudamos nosso jeito de pensar sobre determinados assuntos, quando o mesmo atinge nossa vida ou dos nossos familiares. Precisamos pregar a paz, promover a paz, e dizer ao mundo que violência não é vontade Deus.  O nosso Deus  enviou seu Filho ao mundo, para que homens e mulheres vivam em paz.

Cuidemos das nossas famílias, para que a violência ocorrida no Éden, nunca aconteça entre nós. Que possamos dizer não a todo e qualquer ato de violência,  vivendo sempre sob a orientação divina.

 

SHALOM A TODOS!

 

Rev. Silas de Oliveira