DEUS DA PROVIDÊNCIA Salmo33

30/04/2012 10:33

Estamos, durante todo o mês de abril, enfatizando mais um aniversário da nossa Igreja. São 49 anos de caminhada, lutas e desafios, somados aos oito anos de trabalho inicial. Sob a poderosa mão de Deus chegamos até aqui. A história de muitas vidas aqui presentes  confunde-se com a própria história da Igreja.  Quantos, no decorrer das últimas décadas,  nasceram e cresceram com a Igreja.  A alegria maior está em saber que nunca nos faltou a providência de Deus. O suprimento do Senhor sempre esteve presente, dia a após dia, em tempos de lutas e de grandes festas.  Apesar de nós, das nossas fraquezas, da nossa falta de fé, Deus sempre supriu a caminhada do seu povo.  Isso acontece porque a matemática de Deus não se baseia em nossos cálculos e em nossas previsões. Este é o Deus da nossa Igreja.

 

Entramos no ano 50 com confiança. Confiança no Deus que rege nossas vidas e disposição para executar a missão para a qual fomos chamados.  Os seus constantes cuidados nos proporcionam momentos como este, que é fruto da sua eterna companhia. A beleza da mensagem do Salmo 33 traz aos nossos corações a certeza de um Deus presente e atuante, dia após dia.  O autor compele os fiéis a louvarem ao Senhor. Busca seu argumento na providência geral de Deus, pela qual ele sustenta, protege e governa o mundo inteiro. Celebra a benevolência paternal de Deus para com seu povo escolhido e  ressalta a ideia de um Deus trabalhador. Um Deus que trabalha em   favor da sua criação, não só criando, mas também cuidando.

 

O salmo fala de um Deus que dá vida ao caos. Não só cria, porque criar é fazer algo do nada. Fala que é preciso louvar,  pois o Deus que cria é  também o Deus que preserva. Fala da palavra criadora que dá vida e conduz a sua criação sob o seu controle. Fala que a criação é perfeita como perfeito é o seu Criador. Fala de um Deus providência que não abandona a sua criação. Para o salmista é preciso reconhecer que tudo está sob o controle de Deus. É Ele quem controla o fôlego humano. Quem dá vida em meio à morte. Quem protege em meio ao perigo. Quem dá pão ao que tem fome.  Quem se aproxima na hora da angústia. Quem consola em meio à dor. Quem anima em meio às lágrimas. Quem dá esperança aos que não tem expectativa do amanhã.

 

O Salmo é confortante e rejuvenescedor.  Somos convidados ao louvor. O salmista nos convida a louvar ao Deus que é Senhor do universo.  O Deus providência, que um dia nos chamou, trazendo-nos até aqui e enviando-nos à realização de sua obra.  A possibilidade de termos uma vida melhor também depende de nós. Depende da fé que temos nos Deus providência. Providência que surge em meio às crises e que orienta a vida em meio aos sinais de morte. Providência na saúde quando a doença bate à porta e no pão de cada dia,  convictos de que o maná é diário e não para o acúmulo. Providência na manutenção e no término da construção do novo templo, pois Deus mesmo deposita total confiança em nossa fidelidade. Louvemos ao Senhor pelos 49 anos de organização da nossa Igreja, sob a constante providência de Deus.

 

Rev. Silas de Oliveira