CRISTO JESUS: ALICERCE DA NOSSA REDENÇÃO Efésios 1.3-15

15/10/2012 12:49

Estamos completando 495 anos da Reforma Protestante ocorrida na Alemanha, sob a liderança de Martinho Lutero ( 31 de outubro de 1517).  Data que não pode ser esquecida e muito menos abandonada.  Somos herdeiros da Reforma e nossa Igreja somente existe devido ao trabalho dos servos de Deus no passado.  Os Reformadores sonharam com o crescimento do Reino de Deus através do trabalho das nossas Igrejas.  Calvino e sua pregação cristocêntrica,  defendia a ideia de que tudo começa e termina na pessoa de Jesus Cristo.

No texto citado acima, o  autor bíblico nos afirma que Deus nos tem abençoado com todas as sortes de bênção.  As bênçãos são resultados de três grandes decisões divinas, relatadas em alguns versículos que destacamos a abaixo.

Em primeiro lugar, Deus  “nos escolheu nele antes da fundação do mundo” (4).  Biblicamente, a salvação não é resultado de  nenhum mérito humano. É graça de Deus, como demonstração de seu eterno amor pela sua criação. Somos escolhidos do Senhor, para que vivamos de maneira santa e irrepreensível, não mais em pecado, mas sim servindo ao Senhor com dedicação e alegria.

Em um segundo momento, além de nos escolher também  “nos predestinou para Ele” (v.5) por toda a eternidade. Deus, como Senhor da criação, nos elegeu como seus filhos, dando-nos a possibilidade e garantia de um futuro sob a sua eterna graça e misericórdia. Não estamos soltos no tempo e no espaço, pelo contrário, vivemos o presente na certeza de um futuro garantido pelo Senhor, tão somente para o louvor da sua glória.

Um terceiro aspecto importante das grandes bênçãos de Deus está no fato de nos criar e  “de fazer convergir nele...todas as coisas” (10).  Aqui descobrimos a realidade da soberania de Deus.  Deus que tem controle da sua criação, fazendo que todas as coisas comecem e terminem em Cristo. Ele é o princípio e o fim de tudo o que pode nos acontecer.  Convergir significa aqui endireitar a rota em direção ao Cristo da cruz.  Não é um GPS qualquer,  aonde eu defino o meu destino, mas vivo na certeza de que o meu futuro está nas mãos daquele que disse “Eu sou o que sou” (Êxodo 3.14).

Nunca devemos nos esquecer de que toda a atitude divina tem objetivos definidos em relação às nossas vidas. No versículo 12, o autor bíblico nos ensina que fomos criados para o louvor e glória do Senhor.  Somos escolhidos e direcionados para Cristo.  O que mais desejamos?  Reforma é tempo de gratidão.  Gratidão pela linda história da salvação que Deus nos proporcionou através de Cristo. Vamos juntos agradecer ao Senhor, por tão importante manifestação de amor por parte daquele que é Senhor de todas as coisas.

 

Rev. Silas de Oliveira