COMO VAI A FAMÍLIA?

30/05/2010 11:38

 “Quem ouve esses meus ensinamentos e lhes obedece é comparado a um homem que construiu a sua casa sobre a rocha” ( Mateus 7.24 ).

 Como vai a família? Esta é uma das perguntas que constantemente respondemos em nosso dia a dia. Basta um encontro com alguém que conhece nossos familiares para que a pergunta apareça em todo cumprimento inicial. São os nossos parentes, amigos ou conhecidos que desejam saber notícias a respeito da nossa casa ou vice-versa. Na maioria das vezes a resposta resume-se em um rápido e objetivo “vai bem, obrigado (a)”. Agora, será que a resposta acima revela a real situação do nosso lar?

Infelizmente precisamos reconhecer que em muitos casos essa resposta não é verdadeira. Na realidade, muitas vezes ela disfarça uma situação de lutas e transtornos vividos ao longo dos anos, ocultando nossos problemas e principalmente nossa coragem em enfrentá-los. Somado a isto está o fato de que não gostamos de falar das nossas crises. É mais fácil perguntar sobre o problema do outro do que falar e enfrentar as próprias dificuldades.

 Estamos encerrando o mês de maio. Tradicionalmente, em todas as nossas Igrejas, este mês é dedicado à discussão do assunto “família”. Isso não significa que reservamos somente este mês para tratar do assunto, mas sim dedicamos todo o mês à orientação bíblica sobre tão importante tema.

Cada vez mais nossa sociedade não consegue encontrar respostas aos mais diversos questionamentos que envolvem nossos lares. Não podemos discutir esse assunto com simplicidade e ingenuidade, diante das mais diversas mudanças sociais nas quais a família está inserida. Necessitamos de uma reflexão séria e profunda sobre tão importante assunto, conscientes da necessidade do auxílio divino.

Durante o mês este foi o tema central de todas as atividades da Igreja. Queremos convidá-lo (a) a assumir compromisso com o Deus da família, trazendo à Sua Casa os seus familiares. Outro desafio que desejamos deixar com você está no fato de convidar uma família amiga para que esteja conosco no culto de hoje, orando e participando desses momentos de louvor, adoração e súplica ao Senhor.

Lembre-se: a família está no coração de Deus. Nosso desejo é que quando nos perguntarem como vai a nossa família, possamos dizer em alto e em bom som “vai bem, obrigado(a), com a graça de Deus, pois a minha casa está construída sobre a Rocha que é Cristo Jesus, nosso Senhor”.

  

Rev. Silas de Oliveira