“...ERA PURA A MINHA ORAÇÃO”. Jó 16.17b

21/07/2014 14:10

Como é edificante olhar para a Bíblia e descobrir a cada manhã uma palavra de paz e esperança. Ao lermos  a Palavra de Deus somos conduzidos à renovação da mente e ao encontro com um ensino consolador e orientador das nossas vidas.

Jó, o conhecido personagem bíblico que viveu em profundidade todo o tipo de sofrimento, reagiu das mais diversas formas, frente sua situação, mas nunca deixou de orar e buscar a ajuda divina.  Muitas de suas orações são verdadeiros desabafos de um homem que ao sentir-se sozinho, lutava para que sua
espiritualidade não perdesse a profunda experiência de fé, vinda através do Espírito Santo de Deus.

A expressão citada acima é uma destas demonstrações. Ao vivenciar as inúmeras perdas,  o profundo sofrimento diante dos relacionamentos feridos, a doença da carne e o angústia do coração, afirma com profunda convicção que não havia mentira, nem falsidade em sua oração. Abria o coração e conversava com Deus, assim como um filho, sem medo,  busca em seu pai, conselhos, ajuda, conforto e consolação.

Ao dizer que sua oração era pura declarava toda sua confiança e convicção de alguém que nunca perdeu a comunhão com Deus. Mesmo em meio às tragédias da vida, orava diariamente, buscando paz em meio às guerras, vida em meio à morte, amor em meio ao ódio. Somente uma vida de oração nos alivia a alma, nos
restaura dos erros,  nos corrige do pecado e enche o nosso coração de paz e alegria.  A oração nos aproxima de Deus e consequentemente das pessoas que Deus coloca em nosso caminhar diário. Uma pessoa longe da experiência diária da oração torna-se amarga, triste e cheia de sofrimentos. Convido você a orar como fez o servo de Deus no passado e com convicção e fé dizer ao mundo: "era pura a minha oração". Deus, em
seu infinito amor, que conhece corações e mentes fará o restante e conduzirá a história das nossas vidas.

Orai sem cessar!

Rev. Silas de Oliveira